domingo, 22 de setembro de 2013

Muito devemos amar a Nossa Senhora

Nossa Senhora dos Bons Ares. Buenos Aires, Argentina
Nossa Senhora dos Bons Ares. Buenos Aires, Argentina
Esta cantiga conta como Santa Maria apareceu numa noite no mastro de uma nave que ia para Bretanha e libertou-a do perigo.

“Muito devemos amar com todo nosso coração a Senhora que afasta de nós males e tempestades.”

Disso deu prova a Virgem no mar da Bretanha, onde fez uma maravilha tão grande como nenhum outro santo pode realizar, quando Ela foi salvar uma nave que levava um mundo de homens procurando a boa fortuna que todos procuramos.


Enquanto singravam o mar foi de tal maneira grande seu risco, porque se formou uma grande tormenta e fez-se escura a noite, sem que nada adiantasse, nem experiência nem cordura, e todos acreditaram que iriam morrer, tende isso por certo.

Quando perceberam tamanho perigo, gemendo e chorando, começaram a rezar aos santos todos, invocando-os pelo seu nome a cada um deles, rogando que viessem em seu auxílio, por pena deles.

Ouvindo tudo isso, um abade que na nave ia, disse-lhes: “Eu estou achando que vós fazeis uma grande loucura indo rogar a outros santos e não a Santa Maria, que é a que nos pode salvar desta; Ela é a única que nunca falha”.

Quando ouviram aquele santo abade dizer isto, então todos com unânime vontade e coração apelaram à Virgem Santa, Mãe da piedade, que lhes viesse em auxílio, que não olhasse para suas maldades.

E diziam: “Senhora nos valha, que a nave afunda”.

Na hora que diziam isto, olharam como de costume para o mastro, e acima dele viram uma grande luz que iluminava muito mais do que qualquer outra claridade.

E logo após aparecer a luz o vento acalmou, eles viram claramente o céu, o mar amansou, e chegaram logo ao porto que desejavam, fato que os deixou satisfeitos, não tenhais dúvida alguma.

Video: Muito devemos amar a Nossa Senhora







CRUZADAS CASTELOS CATEDRAIS HEROIS ORAÇÕES CIDADE SIMBOLOS
AS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário